Estilo de vida saudável e a redução do risco de infarto do miocárdio

Estilo de vida saudável e a redução do risco de infarto do miocárdio
Aproximadamente 4 em 5 infartos em homens podem ser prevenidos com um estilo de vida saudável, conforme estudo da Dr. Agneta Åkesson (Karolinska Institutet, Estocolmo, Suécia), publicado em 30 de setembro de 2014, no Journal of the American College of Cardiology.

Foram considerados fatores para uma vida saudável:
- Fazer dieta equilibrada;
- Evitar consumo abusivo de bebidas alcoólicas (até 30 g / dia);
- Não fumar;
- Manter-se fisicamente ativo (caminhada / ciclismo > 40 min / dia e exercício > 1 h / semana);
- Cuidar com a adiposidade abdominal, não ultrapassando 95 cm na circunferência da cintura.

Estes fatores, de forma independente, foram associados com um menor risco de infarto do miocárdio (IM) em um grande grupo de homens saudáveis, na Suécia. Os indivíduos que aderiram a todas as cinco práticas saudáveis tiveram um risco 86% menor de IM, quando comparado com um grupo de alto risco de indivíduos que não aderiram a nenhum destes comportamentos saudáveis.

Quando avaliado o subgrupo onde os indivíduos adotavam apenas parcialmente estes comportamentos de vida saudável o risco de infarto do miocárdio foi reduzido em menor proporção, passando para 79%, quando comparados aos que aderiram a todos os cinco fatores.

Segundo este mesmo estudo a diminuição do risco também foi observada em homens com hipertensão e colesterol elevado.
O estudo contabilizou 20.721 homens e destes, apenas 1% adotava todos os cinco fatores considerados de vida saudável. Comportamentos e estilo de vida podem ser modificados, inúmeros estudos mostraram que a adoção de componentes de um estilo de vida saudável pode reduzir a incidência de doença cardíaca coronariana. A prevenção só pode ser alcançada através da conscientização a importância de adotar um comportamento de "baixo risco", dizem os pesquisadores. A prevenção deve se concentrar em garantir que os comportamentos de baixo risco sejam introduzidos cedo e de forma persistente durante toda a vida, o que pode também reduzir e auxiliar no controle dos gastos com a saúde.

Após 11 anos de acompanhamento, os indivíduos que combinaram uma dieta de baixo risco, que incluía frutas, verduras, laticínios de reduzido teor de gordura, cereais integrais e peixes, com o consumo moderado de álcool tinham um risco 35% menor de MI em comparação com um grupo de alto risco de indivíduos que não aderiram a nenhum dos comportamentos de vida saudáveis. Uma dieta saudável, consumo moderado de álcool e não fumar foi associado com um risco 64% menor de MI. Adicionando a atividade física para o modelo reduz o risco de infarto do miocárdio em 76%, enquanto todos os cinco comportamentos saudáveis, incluindo a baixa adiposidade abdominal, reduziu o risco em 86%.

O Dr. Dariush Mozaffarian (Tufts University, Boston, MA) observa que simplesmente aderir a uma dieta saudável foi associado com um risco 20% menor de MI. A dieta, segundo ele, era "nenhum dos extremos, nem excepcional, mas razoável e coerente com as diretrizes alimentares." Além disso, a evidência da dieta mostrou que o benefício foi atribuído a comer alimentos mais saudáveis em vez de uma menor ingestão de alimentos pouco saudáveis, como carne vermelha e processada, batatas fritas e doces, entre outros itens.

Não aderir à dieta saudável e beber álcool excessivamente responde por quase um em cada quatro infartos na população estudada, enquanto a ausência combinada de três comportamentos de dieta saudável, álcool e não fumar explicada quase metade dos infartos.

"Estes resultados destacam a primazia do estilo de vida saudável", escreve Mozaffarian. "Para os pacientes e populações individuais, objetivos de vida não deve ser formulado exclusivamente para o controle de peso ou pressão arterial, colesterol e níveis de glicose."

Fontes:
  1. Åkesson A, Larsson SC, Discacciati A, Wolk A. Low-risk diet and lifestyle habits in the primary prevention of myocardial infarction in men. J Am Coll Cardiol 2014; DOI:10.1016/j.jacc.2014.00.1190. Abstract
  2. Mozaffarian D. The promise of lifestyle for cardiovascular health. J Am Coll Cardiol 2014; DOI:110.1016/j.jacc.2014.00.1191. Editorial

Gostou? Então compartilhe:

Exames Relacionados

Veja os exames relacionados a esta matéria

Eletrocardiograma

Eletrocardiograma

Exame destinado a registrar a atividade elétrica responsável pelos batimentos do coração.

Veja mais
Teste Cardiopulmonar

Teste Cardiopulmonar

A Cardiométodo disponibiliza este exame tanto em esteira como na bicicleta. É a forma mais completa para avaliação e prescrição do exercício

Veja mais

POSTAGENS RELACIONADAS

Veja mais novidades sobre este assunto

Os efeitos do exercício sobre o coração. Quando você precisa se preocupar?

Os efeitos do exercício sobre o coração. Quando você precisa se preocupar?

Será que passar anos correr maratonas ou de bicicleta para longas distâncias potencialmente forçar o coração de alguém?Dois grandes estudos recent...

Leia mais
Fatos sobre Mulheres e a doença cardíaca

Fatos sobre Mulheres e a doença cardíaca

A doença cardíaca é a principal causa de morte entre as mulheres nos Estados Unidos, respondendo por uma em cada quatro mortes .Embora a doença de c...

Leia mais
Seu peso ideal não é o que você pensa

Seu peso ideal não é o que você pensa

Você está que com uma certa neurose, focado em fazer dieta ou quer perder peso por razões de saúde? Existe um alvo ou peso ideal que você deve alca...

Leia mais