Você apenas ronca ou tem apneia do sono?

Você apenas ronca ou tem apneia do sono?
Para as pessoas que estão se cutucando durante a noite por causa do ronco, é importante saber o que os riscos para a saúde vão muito além do cotovelo do seu parceiro ou da sua parceira. Este é um problema que traz outras consequências, procure saber como silenciá-lo e não subestime seu ronco.

Estima-se que entre as pessoas que apresentam roncos ao dormir metade são roncadores primários a outra metade podem ter um distúrbio grave do sono chamado de Apneia Obstrutiva do Sono, porém, as duas situações podem estar associadas. Na Apneia Obstrutiva do Sono, em geral, há ronco alto e frequente, porém, o fato de roncar não necessariamente faz o diagnóstico desta alteração. 

Conhecer a diferença entre as duas condições é fundamental. Ronco é o resultado do relaxamento importante dos tecidos da garganta levando a um bloqueio parcial da via aérea, o que gera vibração e a criação de um som. A intensidade do ronco pode variar do mais alto ao mais suave, conforme a anatomia do indivíduo e de outros fatores relacionados com o estilo de vida como o consumo de álcool e peso corporal.

A Apneia Obstrutiva do Sono é uma condição caracterizada por pausas na respiração ou respirações superficiais durante o sono. As pessoas com Apneia Obstrutiva do Sono podem parar de respirar de segundos até um minuto ou mais, resultando em sono de qualidade ruim, com evidente cansaço e menor rendimento físico e intelectual durante o dia. Estas modificações do padrão normal do sono são altamente prejudiciais, pois, promovem alterações no sistema nervoso autonômico e na liberação de hormônios como o cortisol.

O sistema nervoso autonômico regula funções vitais, instintivas, é responsável pela comunicação interna do organismo, controla vasos sanguíneos, vísceras, glândulas, respiração, regula a temperatura e a digestão. Há evidências de que a Apneia Obstrutiva do Sono, por alterar estas funções, leva a maior ocorrência de hipertensão arterial, ataque cardíaco, acidente vascular cerebral, insuficiência cardíaca congestiva, fibrilação atrial, diabetes, certos tipos de câncer e morte súbita.

Outros potenciais efeitos negativos para a saúde de sono inadequada são ganho de peso, perda de memória, o envelhecimento da pele e, maior propensão para acidentes devido à dificuldade na concentração e na atenção. 

Se você e/ou seu parceiro apresentam ronco alto e frequente, pausam a respiração, engasgam durante o sono, apresentam inquietação excessiva e se sentem sonolentos durante o dia, devem ir ao médico.

Muitas vezes, o ronco pode ser considerado como parte do envelhecimento, mas, não deve ser aceito como uma ocorrência normal. Saiba que pode ser tratado. 

Entender as diferenças entre apneia do sono e ronco primário é o primeiro passo para o tratamento eficaz de ambas as condições.
Fonte: Dennis Hwang, MD - http://www.sleepapnea.org/is-it-snoring-or-sleep-apnea.html

Gostou? Então compartilhe:

Exames Relacionados

Veja os exames relacionados a esta matéria

MAPA

MAPA

Exame destinado a registrar diversas medidas predeterminadas da pressão arterial durante 24 horas.

Veja mais

POSTAGENS RELACIONADAS

Veja mais novidades sobre este assunto

Teste Cardiopulmonar: evidências da aplicabilidade clínica (Metanálise recente)

Teste Cardiopulmonar: evidências da aplicabilidade clínica (Metanálise recente)

Um estudo publicado em fevereiro realizou uma extensa revisão de artigos relacionados ao teste cardiopulmonar ou Ergoespirometria, os quais foram apres...

Leia mais
A medida correta da pressão arterial é fundamental para o diagnóstico Hipertensão Arterial

A medida correta da pressão arterial é fundamental para o diagnóstico Hipertensão Arterial

Os números são alarmantes, um em cada três adultos americanos estão com a pressão arterial elevada. É a hipertensão arterial e, muitos nem sabem ...

Leia mais
Para o exercício, nada melhor do que ao ar livre

Para o exercício, nada melhor do que ao ar livre

Caminhadas longas podem melhorar o humor e reduzir a ansiedade, mas os benefícios podem ser maiores se as caminhadas acontecerem ao ar livre ao invés ...

Leia mais