Guerra ao consumo de refrigerante: pode aumentar o risco de ataque cardíaco

Guerra ao consumo de refrigerante: pode aumentar o risco de ataque cardíaco
Novo estudo encontra ligação entre bebidas carbonatadas (sodas e colas) e maior risco de ataques cardíacos

Da próxima vez que você estiver com sede e resolver para comprar uma bebida, escolha com cuidado, outro estudo descobriu ligações entre refrigerante e os efeitos negativos sobre a saúde.

Estudo realizado no Japão, envolvendo dados de 800.000 pessoas visou avaliar o risco cardíaco e o consumo de bebidas carbonatadas. Os pesquisadores descobriram que as pessoas que ingerem bebidas carbonatadas apresentam maior probabilidade de sofrer de ataques cardíacos fora de um hospital.

"Alguns estudos epidemiológicos têm mostrado uma correlação positiva entre o consumo de refrigerantes e a incidência de doença cardiovascular e acidente vascular cerebral, da mesma forma também há evidencias de que a ingestão de chá verde e café reduz o risco e mortalidade de doenças cardiovasculares", disse investigador principal Professor Keijiro Saku, Dean e professor de cardiologia na Universidade de Fukuoka, no Japão. "Beber refrigerantes, com frequência têm sido demonstrado que pode aumentar o risco de síndrome metabólica e doenças cardiovasculares, tais como a remodelação cardíaca e acidente vascular cerebral subclínico. No entanto, até agora a associação entre a ingestão de grandes quantidades de bebidas carbonatadas e DCV fatal, prisões ou fora-de-hospitalar cardíacos de origem cardíaca, não era clara", informa o professor.

O estudo, apresentado em 01 de setembro de 2015 no Congresso da Sociedade Europeia de Cardiologia, descobriu que ingerir outros tipos de bebidas - incluindo o chá verde, chá preto, café, cacau, suco de frutas ou vegetais, bebida de leite fermentado, leite e água mineral - não aparecem levar ao mesmo risco, desde que não sejam açucaradas. 

Bebidas açucaradas levam a 180.000 mortes por ano, diz estudo. Estudo publicado na revista Circulation, por pesquisadores da Universidade Tufts estimou que bebidas açucaradas são responsáveis por 133.000 mortes por diabetes, 45.000 de doenças cardiovasculares e 6.450 de câncer.

Keijiro Saku, professor de cardiologia na Universidade de Fukuoka, informa que "o ácido em bebidas carbonatadas pode desempenhar um papel importante nessa associação."

Na Europa a batalha sobre bebidas açucaradas chegou a um ponto crítico nos últimos meses com campanhas e mensagens de saúde pública sobre os danos que os refrigerante faz ao seu corpo.

Os pesquisadores quantificaram também o que o refrigerante diet faz a sua cintura, calculando que aqueles que consumiam diariamente refrigerante diet apresentam quase três vezes mais gordura na barriga do que aqueles que não consumiram estas bebidas. 

Então saiba que beber refrigerante diet pode levar a mais gordura a sua barriga do que a idade e que a limitação do consumo de bebidas gaseificadas pode ser benéfico para a saúde. As pessoas devem reduzir o consumo destas bebidas.


Fonte: 
European Society of Cardiology (ESC)

Professor Saku will present the abstract ‘Carbonated beverages are associated with out-of-hospital cardiac arrests of cardiac origin: from the All-Japan Utstein Registry’ at 08:45 during:
• Registry II – Interventions / Acute cardiovascular care on Tuesday 1 September at 08:30 in St James Park (The Hub)

Ariana Eunjung Cha

Gostou? Então compartilhe:

Exames Relacionados

Veja os exames relacionados a esta matéria

Eletrocardiograma

Eletrocardiograma

Exame destinado a registrar a atividade elétrica responsável pelos batimentos do coração.

Veja mais
Holter

Holter

Registro do eletrocardiograma por 24 horas consecutivas. A Cardiométodo possibilita agendamento rápido e agilidade no resultado

Veja mais

POSTAGENS RELACIONADAS

Veja mais novidades sobre este assunto

O incrível aumento da população de obesos, no Brasil e no mundo

O incrível aumento da população de obesos, no Brasil e no mundo

Um quinto da população brasileira adulta, ou quase 30 milhões de pessoas estão obesas, segundo estudo recente, publicado na revista científica Lanc...

Leia mais
Os superalimentos

Os superalimentos

Os superalimentos auxiliam na prevenção de doenças e no emagrecimento e 95% das pessoas estão deixando de utilizá-los. Os cereais integrais embora ...

Leia mais
A biologia e a genética da obesidade - Anos de questionamentos

A biologia e a genética da obesidade - Anos de questionamentos

Resumo do artigo publicado em 15 de maio de 2014, pelo jornal New England Journal of MedicineA maioria dos norte-americanos considera que as escolhas pe...

Leia mais