Comer chocolate é bom para o coração?

Comer chocolate é bom para o coração?
Sim! Comer chocolate com moderação, pode ser benéfico.

Chocolate tem sido objeto estudos, considerando que grão de cacau é rico em nutrientes flavonoides, acreditar-se que ele pode ajudar a proteger o sistema cardiovascular. Estes nutrientes chamados flavonoides são encontrados numa variedade de alimentos, tais como frutas e vegetais. Ingerir alimentos ricos em flavonoides parece que pode trazer benefícios do poder "antioxidante".

O antioxidante acredita-se, auxiliam as células do organismo a resistir a danos causados por radicais livres que são formados regularmente, como por exemplo, a durante a respiração, e também por consequência de agressões externas, como de contaminantes ambientais, inclusive a fumaça do cigarro. Se o corpo contém antioxidantes em baixa quantidade, pode ser danificado por radicais livres. Por exemplo, um aumento na oxidação pode causar a lipoproteína de baixa densidade (LDL), também conhecida como o colesterol "mau", que contribui para a formação de placas nas paredes das artérias.

Os flavonoides são encontrados no cacau e chocolate. Além de ter qualidades antioxidantes, pesquisas mostram que os flavonoides têm outras influências potenciais sobre a saúde vascular, como a redução da pressão sanguínea, melhorando o fluxo sanguíneo para o cérebro e coração.

É importante, porém, saber que nem todas as formas de chocolates contêm altos níveis de flavonoides.

Quando cacau é transformado, ele passa por várias etapas. O chocolate sofre processamentos como a fermentação, alcalinização, torrefação, etc. onde parte dos flavonoides é perdida.

A maioria dos chocolates comerciais são altamente processados, inclusive o chocolate amargo, que se acreditava conter os mais altos níveis flavonoides, porém, pesquisas recentes indicam que, dependendo de como o chocolate amargo for processado, isso não pode ser verdade. A boa notícia é que a maioria dos grandes fabricantes de chocolate está procurando maneiras de manter os flavonoides em seus chocolates processados. 

Outro componente importante é a gordura que entra na fabricação do chocolate. Normalmente é adicionado manteiga de cacau que é composto de quantidades iguais de ácido oleico e acido esteárico e palmítico. Estes últimos são formas de gordura saturada que aumentam os níveis de colesterol LDL, já o ácido oleico é gordura monoinsaturada saudável para o coração (encontrada também no óleo de oliva).

Embora o ácido palmítico afete os níveis de colesterol, ele só corresponde a um terço das calorias de gordura no chocolate, portanto, uma menor parte.

Outro cuidado que se faz necessário, além do tipo de chocolate que vai ser escolhido, é com os ingredientes extras contidos em recheios e coberturas que poderão adicionar muita gordura e calorias extras. 

Considerando que este conhecimento sobre o benefício do chocolate para o coração ainda esta sendo consolidado, é recomendável manter a ingestão regular de outros alimentos ricos em flavonoides como maçãs, vinho tinto, chá, cebola, etc. 

Fonte: 

Gostou? Então compartilhe:

Exames Relacionados

Veja os exames relacionados a esta matéria

Eletrocardiograma

Eletrocardiograma

Exame destinado a registrar a atividade elétrica responsável pelos batimentos do coração. É indolor.

Veja mais
Holter

Holter

Registro do eletrocardiograma por 24 horas consecutivas. A Cardiométodo possibilita agendamento rápido e agilidade no resultado

Veja mais

POSTAGENS RELACIONADAS

Veja mais novidades sobre este assunto

Exercício e Risco Cardiovascular em Pacientes com Hipertensão

Exercício e Risco Cardiovascular em Pacientes com Hipertensão

As evidências sobre os benefícios do exercício regular são irrefutáveis e, aumentar a atividade física deve ser um grande objetivo em todos os ní...

Leia mais
Alimentação e promoção da saúde: Google x Hospitais

Alimentação e promoção da saúde: Google x Hospitais

Em publicação recente o Dr. Rajasree Pai, endocrinologista da Califórnia traçou um paralelo interessante entre o esforço na promoção da saúde de...

Leia mais
Os superalimentos

Os superalimentos

Os superalimentos auxiliam na prevenção de doenças e no emagrecimento e 95% das pessoas estão deixando de utilizá-los. Os cereais integrais embora ...

Leia mais