O relógio biológico e o impacto sobre o desempenho no exercício e no trabalho

O relógio biológico e o impacto sobre o desempenho no exercício e no trabalho
Conforme o chamado "relógio biológico", ou seja o ritmo circadiano o desempenho de cada um poderá variar de forma significativa, tanto para atividades esportivas quanto provavelmente nas demais atividades da vida diária.

Estas variações biológicas vão desde a temperatura corporal, sono e vigília, como oscilações hormonais. A luz solar e outros sinais do tempo ajudam a definir os ciclos circadianos de modo que eles são consistentes no dia a dia. Para a maioria das pessoas, o comprimento de um ciclo completo dura aproximadamente 24 horas.

De uma maneira geral o sistema circadiano individual parece estar geneticamente determinado. As mudanças relacionadas à idade parecem também afetar este ritmo natural, da mesma forma que os conflitos cotidianos entre as necessidades corporais de sono e as demandas que a sociedade e os compromissos impõem.

Estudo recente publicado no Current Biology avaliou o desempenho de atletas com perfis diferentes "matutinos" ou "vespertinos" ou intermediários, estratificados, portanto, pelo ritmo circadiano. O estudo buscou identificar diferenças resultantes das disparidades entre seus relógios biológicos e as diferentes formas que cada um responde, partindo da premissa que os estímulos externos, como luminosidade ambiental, ciclos claros e ciclos escuros, e demais imposições de atores sociais, modificam a condição física. 

Os dados deste estudo sugerem que a grande maioria dos atletas de elite está nos dois primeiros grupos sendo raros os "corujas" entre eles, considera-se que a diferença no desempenho pode ser superior a 20%. 

Despertar em diferentes horas conforme as necessidades biológicas foi o fator que impactou de forma mais importante no desempenho físico durante as competições as quais os atletas foram submetidos.

Sabendo que uma variação de 1% no desempenho do atleta pode fazer a diferença entre ficar em primeiro lugar ou em quarto lugar numa corrida de 100 metros e ganhar o ouro nas Olimpíadas, pode-se imaginar o impacto desta informação, conforme diz o Dr Roland Brandstaetter, professor da Universidade de Birmingham, co-autor deste estudo.

Acredita-se que estes resultados podem ser aplicáveis a para população em geral, impactando no desempenho pessoal no trabalho, nos estudos e demais atividades conforme o relógio biológico de cada um. Sempre que possível o respeito por estas características individuais irá resultar em tarefas executadas com maior eficiência e em melhor qualidade de vida .

Fonte:
Elise Facer-Childs;Roland Brandstaetter.The Impact of Circadian Phenotype and Time since Awakening on Diurnal Performance in Athletes. http://dx.doi.org/10.1016/j.cub.2014.12.036

Gostou? Então compartilhe:

Exames Relacionados

Veja os exames relacionados a esta matéria

MAPA

MAPA

Exame destinado a registrar diversas medidas predeterminadas da pressão arterial durante 24 horas.

Veja mais
MRPA

MRPA

Método de medida da pressão arterial chamado de monitorização residencial da pressão arterial (MRPA) utilizado tanto para confirmar o diagnóstico da hipertensão arterial como no acompanhamento e avaliação da eficácia da terapia anti-hipertensiva

Veja mais

POSTAGENS RELACIONADAS

Veja mais novidades sobre este assunto

Há evidências de que os corredores podem se beneficiar vestindo roupas com compressão?

Há evidências de que os corredores podem se beneficiar vestindo roupas com compressão?

Corredores com diferentes níveis de desempenho e treinando em busca de objetivos tão variados como corridas de 800 m até maratonas passaram a usar me...

Leia mais
Executivas em cargo de chefia e histórico de serem atletas nas universidades

Executivas em cargo de chefia e histórico de serem atletas nas universidades

Todos os gestores querem contratar pessoas com disciplina, determinação e que persigam as metas estabelecidas. Mulheres executivas não são diferente...

Leia mais
Exercício e Risco Cardiovascular em Pacientes com Hipertensão

Exercício e Risco Cardiovascular em Pacientes com Hipertensão

As evidências sobre os benefícios do exercício regular são irrefutáveis e, aumentar a atividade física deve ser um grande objetivo em todos os ní...

Leia mais