Agendamento de exames das 8h às 12h30 e das 13h30 às 18h (51) 3217.4144 ou 99175.7817

Blog

Associação entre fatores de risco cardíaco potencialmente modificáveis e a necessidade de melhorar a Saúde: um Estudo baseado na população

 
Associação entre fatores de risco cardíaco potencialmente modificáveis e a necessidade  de melhorar a Saúde: um Estudo baseado na população
16 de junho de 2017
Apesar das décadas de progressão constante, a doença cardíaca isquêmica continua a ser uma das principais causas de morbidade e mortalidade. Grande parte dos progressos realizados até agora tem sido atribuída aos avanços nas intervenções agudas e terapias cardiovasculares preventivas secundárias. Entretanto, as mudanças nas tendências dos fatores de risco são estimadas em cerca de metade a dois terços das melhorias observadas nos países desenvolvidos.

Os aumentos emergentes na prevalên...


A Polêmica do Óleo de Coco

 
A Polêmica do Óleo de Coco
03 de fevereiro de 2017
Posicionamento oficial da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM) e da Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica (ABESO) sobre o uso do óleo de coco para perda de peso. 

Considerando que muitos nutricionistas e médicos estão prescrevendo óleo de côco para pacientes que querem emagrecer, alegando sua eficácia para tal propósito; 

Considerando que não há qualquer evidência nem mecanismo fisiológico de que o óleo de côco...


Como pode o estresse afetar os níveis de colesterol?

 
Como pode o estresse afetar os níveis de colesterol?
28 de outubro de 2016
Inúmeras pesquisas foram feitas para avaliar os efeitos do estresse sobre a saúde do coração, no entanto, na maioria das vezes são avaliados os efeitos indiretos dos problemas psiquiátricos sobre o estilo de vida e suas repercussões sobre os níveis de colesterol.

Um estudo, publicado em 2013, encontrou uma ligação entre níveis elevados de colesterol mais longo prazo e estresse no trabalho. Concluiu que o colesterol elevado foi decorrente de estresse crônico no trabalho. Assim, em vez d...


Por que funciona a dieta mediterrânea: é apenas a comida ou sua circunstância?

 
Por que funciona a dieta mediterrânea: é apenas a comida ou sua circunstância?
23 de setembro de 2016
A dieta mediterrânea é milagrosa, consegue satisfazer chefs e nutricionistas. Baseada no consumo de vegetais, frutas, nozes e grãos, seus alhos e ervas, temperos, azeites, além de um bom vinho, oferece muita inspiração para qualquer gastrônomo. Na ciência há evidências fortes apontando benefícios para a saúde, sabe-se que a dieta reduz o colesterol ruim, pode reduzir drasticamente o risco de doença cardíaca e, existem novas evidências que poderia melhorar as funções cerebrais conforme envelhe...


Colesterol elevado - Estilo de vida e remédios caseiros

 
Colesterol elevado - Estilo de vida e remédios caseiros
20 de maio de 2016

Mudanças no estilo de vida são essenciais para melhorar o nível de colesterol. Para trazer os números para baixo, é necessário perder o excesso de peso, comer alimentos saudáveis e  aumentar sua atividade física, além de parar de fumar.

Coma alimentos saudáveis para o coração, o que você come tem um impacto direto sobre o seu nível de colesterol.

Escolha gorduras saudáveis, gordura saturada e gordura trans elevam o colesterol e LDL colesterol totais. As fontes mais comu...


Comer vegetais pode melhorar a eficiência do coração e reduzir o risco de diabetes e obesidade

 
Comer vegetais pode melhorar a eficiência do coração e reduzir o risco de diabetes e obesidade
06 de fevereiro de 2015
Em três estudos independentes, os cientistas das universidades de Southampton e Cambridge identificaram um produto químico chamado "nitrato", encontrado em vegetais de folhas verdes, como benéfico para o sistema cardiocirculatório.

Os mesmos pesquisadores da British Heart Foundation (BHF), também encontraram resultados que sugerem que o nitrato pode ajudar o coração doente para funcionar de forma mais eficiente.

No primeiro estudo, publicado no ...


Orientações nutricionais para alimentar-se corretamente fora do lar

 
Orientações nutricionais para alimentar-se corretamente fora do lar
14 de novembro de 2014
Atualmente, a maioria das pessoas trabalha fora de casa e são obrigadas a comer em restaurantes e bares, onde a oferta de alimentação nem sempre é a mais adequada. Além da oferta, a variedade de opções é tentadora, dificultando a boa alimentação.
Veja abaixo as dicas da nutricionista Maria Goreti Onysko para não descuidar com a saúde ao se alimentar fora de casa.
Prefira restaurantes com buffet. Assim, você poderá selecionar os alimentos saudáveis evitando o consumo excessivo de aliment...


Saúde das mulheres: Consumo de peixe e menor risco de perda auditiva

 
Saúde das mulheres: Consumo de peixe e menor risco de perda auditiva
31 de outubro de 2014
BOSTON, MA - Pesquisadores do Hospital Brigham and Women descobriram que o consumo de duas ou mais porções de peixe por semana esta associado a um menor risco de perda auditiva em mulheres. O estudo foi liderado por Sharon G. Curhan, MD, da Divisão de Medicina de rede, publicado on-line, em 10 de setembro no American Journal of Clinical Nutrition (AJCN).
 
"A perda auditiva adquirida é uma condição crônica de saúde altamente prevalente e muitas vezes incapacitante", afirmou Curhan...


Alimentação e promoção da saúde: Google x Hospitais

 
Alimentação e promoção da saúde: Google x Hospitais
10 de outubro de 2014
Em publicação recente o Dr. Rajasree Pai, endocrinologista da Califórnia traçou um paralelo interessante entre o esforço na promoção da saúde de uma empresa privada que é a Google com as de instituições de saúde. 

Diz o Dr Rajasree - "Visitei recentemente um amigo que trabalha no Google e fiquei agradavelmente surpreso com os esforços na promoção da saúde desta gigante da informática. O seu café lotado oferece alimentos saudáveis, com baixo teor de gordura, baixo teor de carboidra...


Dieta com redução dos carboidratos x redução de gorduras e o impacto no risco cardiovascular

 
Dieta com redução dos carboidratos x redução de gorduras e o impacto no risco cardiovascular
18 de setembro de 2014
Para perder peso e reduzir o risco cardiovascular, a diminuição na quantidade de carboidratos foi uma estratégia mais eficaz do que limitar a ingestão de gordura, é o que diz estudo recente, publicado no Annals of Internal Medicine, em 02 de setembro último.

Neste estudo, realizado pela Dra Lydia Bazzano, MD, PhD, da Universidade de Tulane, em Nova Orleans, indivíduos em se submeteram a uma dieta com baixa quantidade de carboidratos perderam ao final de 12 meses 5,3 quilos comparad...


 
1 2


Categorias:
Arquivos: