Agendamento de exames das 8h às 12h30 e das 13h30 às 18h (51) 3217.4144 ou 99175.7817

Blog

É a obesidade ou as anormalidades metabólicas que geram doenças cardíacas?

 
É a obesidade ou as anormalidades metabólicas que geram doenças cardíacas?
Pesquisas anteriores não conseguiram demonstrar quais os riscos cardiovasculares para indivíduos obesos que não apresentem doenças metabólicas como diabetes, hipertensão e dislipidemia.

Estudo recente publicado no Journal of the American College of Cardiology examinou as associações entre obesos metabolicamente saudáveis e quatro diferentes apresentações de doença cardiovascular incidente em uma população. Eles analisaram a doença cardíaca coronária, doença cerebrovascular, insuficiência cardíaca e doença arterial periférica como resultado.

Foram acompanhados 3,5 milhões de indivíduos, durante 5,4 anos, através de registros de saúde eletrônicos, uma coorte de indivíduos maiores de  18 anos e inicialmente sem doença cardiovascular. Categorizados com base em dois parâmetros: peso (baixo peso, normal, excesso de peso, obesidade) e anormalidades metabólicas (diabetes, hipertensão, hiperlipidemia). 

Eles descobriram que, indivíduos obesos sem anormalidades metabólicas apresentaram maior risco de doença cardíaca (HR, 1,49; IC 95%, 1,45-1,54) e insuficiência cardíaca (HR, 1,96; IC 95%, 1,86-2,06) em comparação com indivíduos de peso normal também sem alterações metabólicas. Portanto os indivíduos obesos, mesmo sem anormalidades metabólicas, já estão com maior risco.

Além disso, dentro de cada categoria de peso, cada anormalidade metabólica adicional que foi adicionada aumentou os eventos de CV. Existe uma "dose-resposta" com as anormalidades metabólicas. Por exemplo, uma pessoa com excesso de peso com as três anormalidades metabólicas é pior do que uma pessoa com excesso de peso com duas anormalidades metabólicas ou metabólicas. Mais é definitivamente pior, independentemente da categoria de peso.

Pode ser evidenciado também, nestes estudo, que indivíduos com peso normal que apresentem diabetes, hipertensão e dislipidemia, terão um prognóstico pior quanto maior for o número de anormalidades apresentadas.


CONCLUSÕES
  1. Os indivíduos obesos metabolicamente saudáveis apresentaram maior risco de doença cardíaca coronária, doença cerebrovascular e insuficiência cardíaca do que o peso normal, indivíduos metabolicamente saudáveis. 
  2. Mesmo indivíduos com peso normal podem ter anormalidades metabólicas e riscos similares para eventos de doenças cardiovasculares.
  3. Portanto peso e as anormalidades metabólicas são importante para prever o futuro risco  de doença cardiovascular. Ambos precisam ser tratados.
Data da publicação:

Deixe seu comentário  
Comentário:

Categorias:
Arquivos: